Dia Mundial do Rim

Imagem_Primeira_Pag_site_DMR_2017-01

 “CUIDAR DOS VULNERÁVEIS. ESTAR PREPARADO PARA OS DESAFIOS INESPERADOS!”

No dia 09 de março de 2023 será comemorado o Dia Mundial do Rim, um evento anual, criado há 18 anos pela Sociedade Internacional de Nefrologia (ISN) e a Federação Internacional de Fundações do Rim (IFKF). A Campanha mobiliza milhões de pessoas em mais de 150 países para conscientizar sobre a saúde dos rins, educar e alertar principalmente sobre a importância da Prevenção, com o objetivo de reduzir a frequência, o impacto e os problemas associados à doença renal.

SOBRE O TEMA 2023

Os desafios enfrentados pelos sistemas de saúde nos últimos anos, quer seja por eventos globais, como a pandemia da Covid-19, ou por catástrofes locais, como enchentes, desabamentos, desastres ambientais, demonstraram a necessidade de todos os setores da sociedade estarem preparados para o inesperado. E isso, especialmente, para proteger e cuidar dos mais vulneráveis. Quando esses eventos acontecem, os pacientes com doenças renais estão entre os que apresentam maior vulnerabilidade.

Na área da saúde renal, esse tema conversa também com os grandes desafios a serem enfrentados no nosso país. Entre os pacientes com doença renal crônica, aqueles que são socialmente mais vulneráveis acabam tendo o diagnóstico em fases mais avançadas. Nesses casos, para os pacientes e seus familiares, o próprio diagnóstico da doença renal é um desafio inesperado.

O Dia Mundial do Rim será em 9 de março de 2023 e várias ações estão programadas para abranger o maior número de pessoas, desde governantes, legisladores, educadores, profissionais de saúde e, principalmente, a população em geral.

Diversas peças publicitárias serão produzidas para utilização em eventos, em mais de 800 localidades, além da iluminação de monumentos e prédios públicos, eventos educativos, aulas, ações de Ligas Acadêmicas, entre outras.

SOBRE A DOENÇA RENAL CRÔNICA

A Doença Renal Crônica (DRC) se caracteriza pela lesão progressiva e irreversível que afeta as funções dos rins. 

Em geral, nos estágios iniciais, a DRC é silenciosa, ou seja, não há sintomas. Por isto, o diagnóstico pode ocorrer tardiamente, quando o funcionamento dos rins já está comprometido, muitas vezes em estágio muito avançado, quando é necessário tratamento de diálise ou transplante renal. Assim, são fundamentais a prevenção e o diagnóstico precoce da doença, com a realização de exames de baixo custo, como a creatinina no sangue e o exame de urina simples.

Grupos de Riscos – Os principais grupos de riscos são os hipertensos, diabéticos, obesos, aqueles que tem histórico familiar de Doença Renal ou cardiovascular.

Funções Dos Rins – Os rins têm muitas funções, dentre elas: regular a pressão arterial, “filtrar” o sangue, eliminar as toxinas do corpo, controlar a quantidade de sal e água do organismo, produzir hormônios que evitam a anemia e as doenças ósseas, entre outras.

DOENÇA RENAL EM NÚMEROS

No Brasil segundo dados da Sociedade Brasileira de Nefrologia (SBN), o número de pessoas com DRC avançada é crescente, atualmente mais de 140 mil pacientes já realizam diálise no país.

A mortalidade relacionada à DRC continua a aumentar anualmente e deve ser a 5ª causa de morte no mundo até 2040. A Doença Renal já é reconhecida como um problema global de saúde pública.

Curiosidade – A Fundação Pró-Renal realizou a única pesquisa no país para detectar a prevalência da Doença Renal onde os dados comprovaram que 11% das pessoas têm alguma alteração renal, ou seja, atualmente em torno de 23 milhões de brasileiros apresentam problemas nos rins.

ATIVIDADES DA PRÓ-RENAL NO DMR 2023

A Pró-Renal preparou para este ano diversas atividades que serão desenvolvidas pela equipe de saúde e Sesc Fecomércio com foco na educação da comunidade e profissionais de saúde. Iremos divulgar as informações de prevenção da Doença Renal também para os grupos de riscos nas Redes Sociais e Assessoria de Imprensa.

 Pré-programação:

  • 09/03 – Dia Mundial do Rim – Boca Maldita

PREVENÇÃO DA DOENÇA RENAL

Cuidar da saúde de todo o organismo ajuda a proteger também a saúde dos rins! É muito importante que se conheça os fatores de risco da doença renal, pois evitá-los e tratá-los é a única maneira de prevenção.

Os principais fatores de risco são: a hipertensão arterial, o diabetes e doenças renais ou cardiovasculares. O uso de medicações nefrotóxicas e o fumo também podem comprometer a função renal. Por isso, é importante praticar exercícios físicos, controlar o colesterol, a glicose, o peso e a pressão arterial, não usar medicamentos sem indicação médica, evitar o excesso de sal e carnes vermelhas, realizar exames preventivos como o de urina e creatina e consultar o médico com regularidade.

SOBRE TRABALHO DA FUNDAÇÃO: 

  • PESQUISA
  • EDUCAÇÃO E PREVENÇÃO
  • HUMANIZAÇÃO DO TRATAMENTO DO PACIENTE RENAL (ASSISTÊNCIA INTEGRADA REALIZADA PELA EQUIPE MULTIPROFISSIONAL)

INFORMAÇÕES | ASSESSORIA IMPRENSA:

SETOR COMUNICAÇÃO: Fabiana Santos | 41. 3312 5410 | 41. 99651 0436 | 41. 98404 8142

SETOR PREVENÇÃO: José Eduardo | 41. 3312 5427 | 41. 99929 8711

BANNER-GRANDE-2.40-X-1.60-TEMA-1